Junior Freitas Post 01

A imprevisibilidade das gestões empresariais.

Indago-me!

Relações nervosas, ânimos exaltados, estresse organizacional, mudanças de processos constantes e repentinas são alguns dos motivos para resultados financeiros aquém do necessário e estimado por empresários. 

 Em uma vida cada vez mais multitelas, redes sociais, inúmeras informações bombardeando os gestores das empresas, inovações não implantadas, estratégias sem tempo de maturação e facilidade na tomada de decisões por impulsividade refletem em uma gestão administrativa cada vez mais imprevisível.

Evidentemente, tal imprevisibilidade reflete no corpo de colaboradores, profissionais autônomos ou prestadores de serviços das organizações atingindo os resultados individuais e coletivos. Se pensarmos em um organograma tradicional, analogamente, podemos enxergar o que uma gestão sem uma definição clara, sem convicção de que está no caminho certo pode ocasionar em efeito cascata. Além dessa interminável busca do caminho do sucesso, a comunicação deve ser clara e objetiva, correto? Mas como comunicar algo se não tenho certeza para onde estou indo? Como gerar credibilidade com tantas mudanças sem prévio alinhamento coletivo?

Nossa essência humana é a própria mudança. Ao longo de toda a vida humana, as mudanças nos acompanham e, independente do estágio que você esteja hoje, provavelmente, deve estar pensando em algo no futuro próximo que representará mais uma mudança em sua vida. 

A questão, em nível empresarial, é que mudanças drásticas geram impactos muitas vezes delicados de serem identificados e mensurados com antecedência. Logo, trazendo um risco financeiro e para a marca arriscadíssimo! Ora, se tal conduta gera entraves em indicadores de performance perfeitamente mensuráveis como os administrativos e financeiros, quão delicado e importante seria identificar o impacto em aspectos subjetivos e emocionais da cultura interna?

Respostas!? 

Métodos, ferramentas (matriz BCG, análise SWOT, PDCA, as cinco forças de Porter, business model Canvas, 5W2H) e tecnologias existem, cases de sucesso também, mas se na cultura da organização, no DNA da empresa ou do próprio CEO, presidente a própria mutabilidade for uma característica intrínseca do negócio? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *